A Universidade de Milão-Bicocca recebeu a 2ª edição da Escola de Verão Internacional sobre Economia Bio-baseada, com o objetivo de providenciar uma visão geral sobre Bio-Economia conjugando ciência, inovação e economia. A semana iniciou-se com múltiplas caras novas, sorrisos e cumprimentos calorosos. Esta escola foi uma ótima oportunidade para estudantes entusiastas de diferentes países e diversas áreas de conhecimento participarem num curso focado no desenvolvimento de uma economia baseada na sustentabilidade da matéria-prima e emissão zero de carbono.

Os tópicos abordados pelos professores focaram um vasto numero de temas, desde matérias-primas envolvidas na produção bio-baseada, até à importância da engenharia metabólica e biologia sintética. Para além disso, várias palestras foram dadas por especialistas na área do estudo do mercado, bio-economia na Europa, avaliação de ciclo de vida de produtos, importância da Investigação e Inovação responsáveis, questões legais do tratamento de resíduos e perspetivas psicológicas em relação aos recursos ambientais e perceção pública. A apresentação intitulada de “Da Universidade para o Mundo da startup: oportunidades e perigos para a BioInnoTech” foi inspiradora e permitiu-nos entender a possibilidade de levarmos a nossa investigação do laboratório para o mundo exterior e os desafios que daí advêm.

SS Bicocca_group

Para além da abundância de conhecimento adquirido, esta escola de verão foi também a plataforma perfeita para estudantes e professores aprenderem, interagirem e partilharem novas ideias, principalmente durante as pausas para almoço, jantares e a sessão de posters. A visita à empresa Sabiofuels foi fascinante, uma vez que tivemos a oportunidade de aprender e discutir com membros da empresa sobre a visão estratégica e planos de desenvolvimento para uma economia sustentável. Já a visita à planta de produção de biodiesel desta empresa proporcionou-nos um conhecimento prático sobre vários processos envolvidos na conversão de uma matéria-prima sustentável (principalmente resíduos de óleo de cozinha) num produto final de valor acrescentado. No entanto, o ponto alto desta escola de verão foi a interessante e desafiadora tarefa de grupo que consistiu no desenvolvimento de uma ideia para criar um produto de valor acrescentado a partir de bio-recursos. Isto deu-nos uma excelente oportunidade de trabalhar em equipa e conhecer melhor os membros do grupo. Os estudantes foram divididos de acordo com a sua área de conhecimento, o que nos permitiu trabalhar com economistas, advogados, cientistas e engenheiros para a criação de um produto bio-baseado. No geral, este curso foi uma excelente experiência de aprendizagem sobre a fascinante e emergente área da bio-economia.

 

Página do evento – http://www.btbs.unimib.it/?p=7196&lang=en

 

Advertisements